terça-feira, 29 de abril de 2008

Vindes todos e ouvis...


Tem certas coisas que incomodam. Esse lance dos sufixos por exemplo, é uma delas. É uma discussão que às vezes parece ser eterna, inglória, desnecessária, mas... pra mim é inevitável, irresistível meeeesmo. Não é difícil justificar por que o sufixo "ismo" não deve ser usado junto à palavra homossexual. O difícil é fazer com que certas pessoas "acreditem" na lógica explicação. Como se fosse uma questão mística que envolvesse fé, que necessitasse de boa vontade, ou sei lá...

É chaaaaaaaaaaaaato...

Bom, para os que necessitam de um discurso messiânico, lá vai:

"Vindes todos e ouvis... Irmãos... Irmãs... Em verdade vos digo, o sufixo "ismo", quando usado para designar COMPORTAMENTO confere ao substantivo ao qual é aplicado um caráter de PATOLOGIA!!! Amém?

Portanto, irmãos, irmãs, a não ser que vós queirais dizer que alguém seja doente por ser homossexual ou que isso é uma doença, não use o termo homossexualiiiiiiiiiiiiiismo... o correto é HOMOSSEXUALIDADE!!! ALELUUUUUUUUUUUUUUUIA....."

Ah, sim... para os menos avisados ou esquecidos do tipo "sem querer querendo": o mesmo vale pra "lesbianismo", viu? O certo é LESBIANIDADE! Mesmo que o corretor de ortografia do seu Windows diga o contrário, ok? Estamos combinados? Thanks...

Em tempo: Romantismo, dadaísmo, classicismo, etc, etc, etc, são designações de escolas filosóficas e/ou estéticas e/ou de estilo, portanto, NÃO se referem a comportamento e NÃO se encaixam na explicação acima, tá?

2 comentários:

Queer Girls disse...

Oi, Ana!
Eu sou a Mari, do Queer Gilrs, amiga da BF. Ela me falou do mais novo blog da praça e vim correndo te dar as boas vindas!
Espero que sejas muito feliz nesse maravilhoso Sacro-Ofício! Claro que já está mais que linkada no QG.
super beijo e feliz vida nova de blogueira!
Mari

Martha Werneck & Lícius Bosslan disse...

Por incrível que pareça..... tenho que discurdar de você quanto ao Romantismo. Ele é além de uma estética e filosofia - derivada de Burke e Kant - um modo de comportamento sim, que persiste até hoje em muitas de suas vertentes. Se quiser saber mais leia: Revolta e Melancolia: na contra-mão da Modernidade. É um estudo sério sobre a estética/filosofia/comportamento derivados do movimento romãntico.